Como a Pantone escolhe a cor do ano?

Dezembro chegou e, com ele, a Pantone revelou qual é a cor do próximo ano que vai protagonizar as indústrias do design, arte e moda. A empresa é responsável por catalogar diferentes tons, elegendo números e nomes para cada um, que mais tarde serão trabalhados pelo Pantone Color Institute, divisão responsável pelas tendências das próximas temporadas. Mas como eles conseguem fazer essa previsão?

Como ocorre o processo

Desde 2000 a Pantone reúne profissionais de diversas áreas, como antropologia e psicologia para escolher um tom que represente o contexto do que está por vir. A própria empresa define o trabalho como sendo “a escolha de uma cor simbólica; um snapchat colorido de tudo que vemos acontecendo em nossa cultura global servindo como a expressão de um humor e de uma atitude”.

 

A equipe de pesquisa de tendências, recebe informações de todas as partes do mundo e seleciona o que parece mais relevante para, então, decidir qual a cor que vai traduzir tudo isso. O principal objetivo é eleger um tom que capaz de definir os problemas e as vitórias do momento.

Em 2018, a cor escolhida foi o Ultra-Violet, que simboliza a experimentação e o não conformismo, levando os indivíduos a conhecer a sua marca única no mundo e expandir as fronteiras através de soluções criativas.  

O Pantone Color Institute ainda auxilia as empresas, através de consultorias personalizadas, a tomar decisões sobre como usar essas cores em seus produtos e ganhar uma vantagem competitiva sobre seus concorrentes.

A cor de 2019: Living Coral

Para 2019, a Pantone selecionou a vibrante Living Coral. Segundo a empresa, a cor fornece o calor, conforto e flutuabilidade, no nosso ambiente que está constantemente em mudança. Representando a fusão da vida moderna, o tom aparece nos nossos arredores e, ao mesmo tempo, tem uma presença vívida nas redes sociais.

E aí? Conta pra gente o que vocês acharam e fiquem de olho nas novidades do nosso blog!